Carregando...
Solicitar Contato     (11) 4249-2545

Fases da desintoxicação do dependente químico

Processo de desintoxicação do organismo


Fases da desintoxicação do dependente químico: Considerada como uma das etapas mais complexas da intervenção terapêutica, ela desencadeia mudanças biológicas no corpo do indivíduo, o que pode levar a mudanças no comportamento, incluindo a adoção de uma postura mais agressiva.

Apesar da dificuldade envolvida, o ato de desintoxicar o organismo é um passo imprescindível para a recuperação da saúde, do bem-estar e da própria autonomia perdida.

Mais do que compreender o processo em si, é fundamental estar ciente do papel de cada um nessa jornada complexa. 

Isso porque a dependência química não diz respeito apenas ao paciente.

O suporte de familiares e amigos, por exemplo, são medidas essenciais para o êxito do tratamento, pois eles formam uma verdadeira rede de apoio.

Fases da desintoxicação do dependente químico

A desintoxicação de drogas é um processo preliminar no tratamento de dependentes químicos.

Consiste na administração de doses cada vez menores da substância psicoativa causadora da dependência, até que o organismo não sinta mais necessidade em consumir o entorpecente.

A proposta é causar uma espécie de choque no organismo: é como quando alguém é submetido a uma mudança de temperatura. 

Por exemplo, ao entrar em águas muito geladas, em um primeiro momento, seu corpo vai estranhar a experiência, o que pode provocar reações adversas. 

Mas, aos poucos, a tendência é que ele se acostume com a situação e passe a ficar confortável.

  • Primeira Fase:

Desintoxicação

A primeira fase consiste em fazer a desintoxicação dos organismos do usuário que está acostumado com o uso frequente da droga.

Nessa etapa, não só é importante fazer a desintoxicação do corpo como também na parte psicológica, onde o indivíduo passa por terapias para que aceite o tratamento com fase de uma vida nova.

Essa parte inicial do tratamento, também auxilia de maneira que reduza os sintomas de abstinência e da fissura inicial. Isso contribui bastante para a reabilitação física e psicológica necessária para que o paciente permaneça firme em seu tratamento.

Para que a primeira fase seja concluída com sucesso, o indivíduo deve passar por exames e consultas psiquiátricas, que vão analisar detalhamento o estado de saúde física e mental que o paciente se encontra.

O resultado desta análise vai determinar o melhor tratamento para aquele paciente, proporcionando maiores chances de recuperação.

  • Segunda Fase:

Apoio e Motivação

Nessa segunda etapa, o apoio e motivação da família são indispensáveis dentro do tratamento de dependência química, assim como da toda equipe que realiza o tratamento como os médicos psiquiatras e terapeutas. 

A ajuda da família e o acompanhamento do quadro, facilita com que o dependente se sinta amado e amparado, evitando assim as recaídas, assim como o apoio profissional, que permite de forma segura, que o paciente sinta-se evoluindo no tratamento e diminua os sintomas de abstinência.

  • Terceira Fase:

Reabilitação

A fase de reabilitação, é o momento que o paciente precisa de ajuda para desenvolver atividades de modo que ele consiga se reabilitar, ou seja, melhorar suas capacidades mentais no que se refere à vida, aprendizagem, trabalho, socialização e adaptação de forma mais normalizada possível.

Nesse momento do tratamento, nossos psicoterapeutas, psiquiatra, educadores físicos e a equipe multidisciplinar, vão participar ativamente para que seu tratamento seja seguido à risca, e que a reabilitação seja segura e tranquila.

  • Quarta Fase:

Manutenção

A manutenção do tratamento, é fase de acompanhamento. Nessa etapa, assim como também as demais, é imprescindível a ajuda familiar. Na manutenção, a pessoa pode ficar mais vulnerável a ter recaídas e por esse motivo é tão essencial essa fase.

Evitar a abstinência é imprescindível para o controle da doença. Uma vez que o paciente recai, mesmo que com a menor quantidade da substância, já é o suficiente para o retorno ao padrão de uso anterior, sem limites e de maneira compulsiva.

Resultados da desintoxicação

O processo de desintoxicação do organismo de um dependente químico não é simples. Restringir o consumo da droga não é recomendado e pode até oferecer risco à saúde da pessoa em casos mais graves.

Assim, durante essa fase, a ingestão dessa substância deve ocorrer em doses gradualmente menores até a completa desintoxicação.

Esse processo pode gerar alguns efeitos colaterais, como o aparecimento de sintomas que antes estavam mascarados pelo uso da substância.

Nesse sentido, depressão e outros transtornos mentais podem acometer um indivíduo em tratamento. Por isso, pode ser necessário administrar medicamentos para combatê-los.

Não é incomum que o tratamento de um dependente de cocaína exija a internação. Isso porque a desintoxicação demanda o auxílio de uma equipe multidisciplinar (formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, entre outros profissionais) e infraestrutura adequada.

Além disso, esse procedimento faz com que o dependente químico se afaste de situações que possam favorecer o consumo da droga.

Vale ressaltar que o objetivo principal desse tratamento é fazer com que o indivíduo volte ao convívio social livre das drogas.

O sucesso do tratamento vai depender da forma como o organismo do paciente reage à desintoxicação. Isso pode levar meses e até mesmo alguns anos, dependendo de sua disposição para se manter afastado do consumo de drogas.

Por isso, o principal passo para ajudar um dependente químico é fazer com que ele reconheça o vício e entenda a necessidade de buscar o tratamento adequado. Isso é fundamental para evitar recaídas após a desintoxicação.

O segundo passo, tão importante quanto o primeiro, é buscar ajuda médica especializada no nosso Encontre Clínicas de Recuperação. Cada organismo reagirá de um modo diferente ao tratamento. Por isso, o diagnóstico correto do paciente permitirá um tratamento mais efetivo para sua desintoxicação.



Blog

article-01

Como ajudar um dependente que não aceita ser internado

Certamente quando um dependente químico que não aceita ser internado, então muitos problemas começam a surgir.

Ler mais
article-01

Remédio caseiro para dependentes químicos

O tratamento envolve uma série de medidas mas muitas pessoas ainda têm a esperança de encontrar um remédio caseiro para dependentes químicos.

Ler mais
article-01

Qual o melhor trabalho de uma casa de repouso

Por isso, muitas famílias se interessam em saber qual o melhor trabalho de uma casa de repouso.

Ler mais
article-01

O que as drogas podem fazer ao dependente químico?

O abuso de drogas é um problema tanto para quem se tornou dependente químico dessas substâncias quanto para seus familiares.

Ler mais
article-01

Como convencer um dependente químico a se tratar

Ler mais
article-01

Como ajudar um dependente que recaiu?

Certamente quando um dependente químico que recaiu mesmo depois de ser internado, então muitos problemas começam a surgir.

Ler mais
article-01

Como encontrar um clínica de recuperação gratuita?

Tratamento Gratuito

Ler mais
article-01

O que fazer quando se tem um pai alcoólatra?

O alcoolismo afeta pelo menos 15% da população do Brasil. Dentre essas pessoas, estão pais de família que traumatizam suas esposas e filhos quando estão bêbados.

Ler mais
article-01

Clínicas de Recuperação que aceitam convênio médico

Planos de Saúde

Ler mais
article-01

Clínicas de Recuperação Evangélicas

Tratamento de dependente químico e alcoólatras

Ler mais
article-01

Clínica para dependentes químicos em Viamão- RS

Tratamento de Dependentes Químicos e Alcoólatras

Ler mais
article-01

Clínica para dependentes químicos em Peruíbe- SP

Tratamento de Dependentes Químicos e Alcoolismo

Ler mais
article-01

Vale a pena procurar uma clínica de recuperação?

Saiba agora como proceder para uma reabilitação completa.

Ler mais
article-01

Fases da desintoxicação do dependente químico

Processo de desintoxicação do organismo

Ler mais

Entramos em Contato



Enviar